Alzheimer: Saiba como prevenir

O Alzheimer é um dos tipos de demência mais comuns em todo o mundo. No Brasil, já afeta 1 milhão de pessoas, de acordo com informações da Alzheimer´s Association, organização de saúde voluntaria dedicada ao cuidado, suporte e pesquisas envolvendo o tema.

A doença causa problemas de memória e comportamento, e é como um sinal de que o cérebro já não funciona corretamente. Nos estágios iniciais, os sintomas podem ser mínimos, mas vão piorando aos poucos. “À medida que as células cerebrais se degeneram e o Alzheimer avança, vai ficando cada vez mais difícil que o paciente realize tarefas comuns do dia a dia. Na fase    final da doença, o paciente passa a ser totalmente dependente de outras pessoas”, explica Dr. Murilo Picanço, médico nutrólogo e especialista em medicina ortomolecular.

A causa do Alzheimer ainda não é conhecida, mas acredita-se que tenha relação com a genética. Além disso, a doença se manifesta, normalmente, na velhice, a partir dos 60 anos.

Conheça 10 sintomas

A perda de memória é o sintoma mais conhecido do Alzheimer, mas existem outros sinais importantes que podem aparecer com o passar dos anos. “A perda de memória também tem fases. Ela começa com fatos recentes e, com o tempo, avança para o esquecimento de momentos e pessoas da sua história”, comenta Dr. Murilo.

A Alzheimer´s Institute destaca os 10 primeiros sinais e sintomas da doença de Alzheimer:

  1. Perda de memória que atrapalha a vida diária;
  2. Desafios no planejamento ou solução de problemas;
  3. Dificuldade em completar tarefas;
  4. Confusão com tempo e lugar;
  5. Problemas para entender imagens visuais e relações espaciais;
  6. Problemas com palavras ao falar ou escrever;
  7. Perder as coisas;
  8. Falta de cuidado consigo mesmo;
  9. Abandono do trabalho e das atividades sociais;
  10. Mudanças de humor e personalidade.

Prevenção

Como sabemos, o Alzheimer não tem cura, mas de acordo com Dr. Murilo, pode ser prevenido com a adoção de bons hábitos. “Manter a cabeça sempre ativa, se alimentar de forma saudável, praticar exercícios físicos e não fumar são formas de prevenir doenças crônicas, inclusive o câncer”, finaliza Dr. Murilo.

Além disso, apostar na saúde preventiva, com avaliação médica de rotina, tratamentos alternativos e suplementação de vitaminas e minerais, podem fazer uma grande diferença.

Entre em contato

Entre em contato

Entre em contato

Entre em contato